terça-feira, 7 de julho de 2015

Ex-diretor da Ceasa se queixa da ingerência de sobrinho do prefeito

Enquanto surgem denúncias de funcionários que só recebem salário da Prefeitura de Campinas, mas trabalham em outros lugares, e o Ministério Público quer obrigar o governo do prefeito Jonas Donizette a diminuir de mais de 800 para apenas 100 os servidores comissionados, um funcionário com larga experiência no setor público e que poderia contribuir positivamente com a administração, foi dispensado recentemente pelo prefeito Jonas Donizette (PSB)

Trata-se do ex-diretor Administrativo e Financeiro da Ceasa, José Afonso Bittencourt. Sua saída teria sido motivada, conforme noticiaram alguns jornalistas da cidade, por “incompatibilidade com o presidente da autarquia” e pela “perda de poder do presidente do PTB em Campinas, vereador Jorge Schneider”. Em conversa com o blog, Bittencourt disse que esses fatos ocorreram mesmo, mas sua exoneração do cargo aconteceu “por muito mais que isso”.

Conhecedor da máquina administrativa depois de vários anos servindo a diversos governos de Campinas, Bittencourt percebeu incongruências na administração da Ceasa. A principal delas é o fato de a autarquia ser um equipamento público e, no entanto, estar praticamente entregue aos permissionários. Permissionários são os produtores agrícolas que têm espaço na Ceasa para comercializar a produção. E, diz Bittencourt, “são eles que indicam o diretor Técnico Operacional, cuja principal função é fiscalizar o trabalho dos permissionários, o que, evidentemente, ele não faz, já que deve sua indicação a eles”.

As irregularidades que Bittencourt descobriu foram relatadas aos permissionários: “Apontei várias irregularidades na Central, na relação entre a diretoria e os permissionários ao longo dos anos anteriores. Eu não quis assinar ou renovar contratos (chamados de Termos de Cooperação), feitos em gestões passadas onde foi transferida a obrigação da empresa para Associação de Permissionários. No meu entendimento era obrigação da empresa fazer. O prefeito me chamou de insubordinado e falou para eu me compor com os permissionários. Apontei a situação do diretor Técnico Operacional ser indicado pelos permissionários e que deve fiscalizar, mas o prefeito me disse que tinha um acordo com os permissionários”.

Sem poder fazer nada contra o “acordo” entre o prefeito e os permissionários, Bittencourt continuou na Ceasa, mas as coisas pioraram depois disso. Ele mesmo conta: “Depois da conversa com o prefeito comecei a sofrer pressão e até sindicância sobre alguns atos de gestão que fiz. Tentaram me intimidar através do presidente da Ceasa, Mario Dino. Só que todos os meus atos tem pareceres ou orientação da consultoria contratada pela empresa e eu respondo pelo que assinei com muita tranquilidade”.

Os problemas então se avolumaram, principalmente sua relação ao presidente: “O problema dele não é só meu, é de todos. O presidente não resolve nada e sempre que se relata uma situação que precisa de uma decisão, a resposta é uma frase que já está virando folclore na Ceasa: ‘Preciso falar com o Michel’ ou ‘é o Michel quem resolve isso’”.

Michel vem a ser Michel Abraão Ferreira, secretário Chefe de Gabinete da Prefeitura e sobrinho do prefeito Jonas. Bittencourt afirma, diante dessa situação, que “a Ceasa, além de estar entregue aos permissionários, também sofre ingerência total de um secretário que parece pairar sobre todas as coisas na Prefeitura”.

Certo de que sua saída expôs um problema na Prefeitura “sobre o qual ninguém tem coragem de falar”, Bittencourt afirma que saiu de lá com a certeza do “dever cumprido, pois na minha área financeira os resultados da empresa são concretos, o balanço demonstra que a empresa saiu do prejuízo operacional para um lucro operacional.” Ele lamenta esse tipo de administração e essa ingerência que “remetem Campinas a um passado recente que ela não merece reviver”.

10 comentários:

  1. Pelo que entendi dessa matéria , mais uma manifestação de ingerência. Continua portanto, a farra dos cargos comissionados. Pessoas competentes saindo do cargo em prol dos comissionados, parentes.
    O Prefeito cada dia que passa subestima a inteligência de seus eleitores. Se eu não me engano esse Secretário ocupa o cargo que ocupava a Rosely( Dr. Hélio) e é sobrinho do Jonas. Muito estranho tudo isso....

    ResponderExcluir
  2. Nossa está parecendo o governo Hélio, Campinas não merece isto!! Parabéns Senhor José Afonso por não se submeter!!

    ResponderExcluir
  3. Infelizmente no Brasil só muda de estado, a incompetência e o abuso de poder; como uma doenca contagiosa, que é a vergonha nacional. Meus pêsames ao prefeito de Campinas. Senhor Jose Afonso Bittencourt, parabéns por não compactuar com tanto desmando

    ResponderExcluir
  4. Elizabeth Garcia8 de julho de 2015 01:27

    Em algumas repartições a corrupção é tanta, que até parece que seus dirigentes não escolhem auxiliares.Escolhem Cúmplices/Parentes para cargos comissionados!!E qualquer um que não venda seus princípios é tido como fanático!!Tbm te parabenizo José Afonso Bittencourt por não fazer parte disso . Pq infelizmente Campinas está orfã de políticos honestos e decentes!!!

    ResponderExcluir
  5. Mais uma do Sr. Jonas né? E o mais engraçado é que me parece que a Rosely de hoje é muito pior que a Rosely de ontem...

    ResponderExcluir
  6. As Rosely's, tem uma lá pras bandas de entre o 15 e o 16 que morde até corrente.

    ResponderExcluir
  7. Agora esse sr Jose Afonso está cuspindo no prato que tanto comeu?

    ResponderExcluir
  8. Este é a pessoa honesta que sempre conheci, parabéns José Afonso pela sua honestidade e pelo seu caráter.

    ResponderExcluir
  9. Parabéns José Afonso pela sua honestidade e carater, este é o homem que sempre conheci.

    ResponderExcluir
  10. Com certeza vc fez sua parte e fez bem visando o melhor para a Ceasa. Sair de cabeça erguida é sempre muito bom

    ResponderExcluir