terça-feira, 8 de setembro de 2015

Mentiras e mais mentiras


A enganação praticada pelo PT e seus governos não tem tamanho. No discurso de ontem pelas redes sociais – fugindo do inevitável panelaço caso falasse na TV – Dilma falou sobre a aplicação de remédios amargos. Como bem lembrou Reinaldo Azevedo, Dilma e Lula falaram, na campanha do ano passado, que era Aécio quem ia aplicar remédios amargos prejudicando o povo, caso fosse eleito. Mais um engodo desse partido que, além de mentir, patrocina a maior corrupção que o mundo já viu.

Mas há mais. Hoje no Painel da Folha, duas notinhas mostram mais uma promessa de Dilma, essa na campanha de 2010, e que até hoje não foi cumprida. As notas:

No limite - 1 Além das pedaladas fiscais, Dilma terá mais problemas no TCU. O órgão está concluindo relatório que mostra o "abandono" das fronteiras brasileiras.

No limite 2 - O documento do Tribunal de Contas da União mostra que o país perde cerca de R$ 100 bilhões anualmente com contrabando. Para a corte, os esforços de segurança do governo federal estão desintegrados, e os recursos são mal gastos.

Como se sabe, é pelas fronteiras com a Bolívia, o Paraguai, a Colômbia que passa a maior parte do contrabando que entra no Brasil. Além de produtos normais, entram drogas e armas, que abastecem o narcotráfico e a bandidagem por aqui. O Brasil é um dos campeões mundiais da violência urbana, com mais de 60 mil homicídios por ano, sem contar milhões de assaltos, roubos e furtos. O tráfico está por trás da maioria dos crimes. Ou seja, o Brasil é um país violentíssimo e uma das causas é a entrada de drogas e armas facilitada por quem deveria cuidar das nossas fronteiras., ou seja, o governo federal.

Agora o TCU mostra, em números, que o que o país perde, por ano, com o desprezo do governo federal com nossas fronteiras é muito mais do que a economia que o ministro da Fazenda, Joaquim Levy, queria fazer para compor o superávit fiscal.

E Dilma sabe do problema, tanto assim que em 2010 prometeu, na propaganda política, que seu governo ia comprar 10 drones pra vigiar as fronteiras brasileiras, sobretudo no combate ao tráfico. Ao terminar seu primeiro mandato, a promessa havia irado poeira. Dos 10 drones, informa o site Congresso em Foco, houve um orçamento para 14 e a compra de quatro. Desses, três ficaram no chão por falta de combustível e não se tem notícia de que estão todos operando. O fato é que o tráfico continua intenso no Brasil e os homicídios só diminuíram no Estado de São Paulo por conta da ação das polícias estaduais.

Esse é o governo que temos de aturar. Um governo fraco, sem comando, mentiroso e corrupto. Que precisa sair urgentemente do poder para o brasileiro voltar a ter esperanças de dias melhores. 

Um comentário:

  1. Chegou a hora da Dilma também tomar remédio amargo: impeachment nela.

    ResponderExcluir